domingo, 27 de julho de 2008

ॐ O QUE FAZER COM O PORÃO?


Me incomodava saber que debaixo dos meus pés estava toda aquela bagunça... Não se conseguia entrar. Ali "jaz" todas as minhas caixas e alguns móveis da minha mãe também... Geladeira, guarda-roupa, sofá cama, uma cômoda com uma penteadeira, bonitas por sinal, mas... o que fazer com elas, como ocupá-las? E todas aquelas caixas? Onde estavam meus álbuns de fotos? E a esteira? Será que ainda funcionava? Pessoas diziam se interessar pelos móveis , mas não tinha como retirar . E assim foi passando dias... 350 dias!!
E mais uma vez abri a porta daquele quartinho que "guardava" o resultado das mudanças: de casa, de vida...

Refletí o que, ou quem eu insistia que continuasse dentro daquelas caixas que talvez temiam serem abertas correndo o risco de perderem seu conteúdo, afinal caixa vazia não tem sentido...
ou talvez qual a razão de ainda permanecer com aquele guarda roupa... o casamento não existia há anos, mas o guarda roupa... este sim insistia em uma união eterna!
Minha mãe dizia: "Carminha, quando eu for, chama o André Luiz e manda levar tudo isso...." Ela foi... mas eu não conseguia acertar a agenda do André Luiz, nem do João, nem da Maria e tampouco a minha!.. Fechei a porta, fui até o armário onde tenho todo o material de Florais e através da Radiestesia preparei o meu Floral: Transmutação!
Não recordo precisamente se foi um mês ou dois, só sei que encontrei na Internet uma relação fantástica para Doação
www.netluz.org/mais/filantropia/filantropia1.htm
E a varinha mágica começou a funcionar... Espalhei pó de pirlimpimpim... Um Anjo aqui, uma Fada lá... E assim, Eureka!!
Hoje, debaixo dos meus pés tem um espaço acolhedor, um Cantinho Especial para Meditar, Ouvir e Entoar meus Mantras, receber as amigas para um papinho Zen...
E já estou planejando até reiniciar minhas caminhadas na esteira... Não comprei nada... de novo "só" (?) a minha criatividade e a boa vontade (e coragem) de recomeçar, ou transmutar!!




Um lenço usado na Dança do Ventre (pintado pela amiga Andreia) deu um toque especial na parede central, um espelho nos dois lados para dar a impressão de continuidade.
Na parede à esquerda uma colcha indiana (presente da minha vó) e no canto um móbile de Sol e Lua (presente da Márcia)...é o canto do relacionamento. O baú (enviado pela Quitéria de N.York para a Vó Carmen) guarda roupas de cama e combina com o ambiente servindo de apoio para uma cesta de pétalas de rosas com essência, um abajur rústico que sustenta um leque, minha invenção(achei o leque na churrasqueira) distribui a luz necessária para criar uma sensação de aconchego, e abrindo um lenço de rosas está a estatueta de Cigana da India, ( presente da Cida Silva, aluna de Reiki) diz ela que a mulher da estatueta se parece comigo.Uma fada Lilás(adquirí em S.Thomé das Letras) voa sobre o baú, e outras duas Douradas (presente também da Márcia) voam sobre o Futon.
O colchão de molas virou colchão de Futon e ganhou uma forração de algodão natural ( Edredon presente da Vera). Almofadas convidam a relaxar (que o diga o gatinho).Um tapete indiano( ou melhor quase) com o desenho de um sol combina com a cortina e firma com os seus raios sua presença de Luz!



Do lado oposto, uma parede com os painéis de fotos,momentos da natureza que acreditava só eu percebia... e muitos outros que "fiz parar" com o meu "clic" numa máquina Yashica que me acompanhava em todas as viagens e momentos especiais, como "A primeira vez", " O primeiro filho" e outros.
Um quadro do meu último show na Espanha (foi o que a Solange me fez acreditar ao me presentear com o poster em sua viagem para a Europa em l900 e qualquer coisa)
O Urso Teddy (era do Abel e eu o adotei, e o reencontrei em uma das caixas), descansa na Esteira... e banquinhos práticos para meditar ou para ouvir segredos...



Aqui é o outro lado, marquei a divisão do ambiente com uma cortina que eu mesma inventei com
bolinhas, estrelas douradas, alguns pingentes de cristais.A penteadeira (que era da Mami), que agora passou a ser uma escrivaninha.Na esteira, coloquei dois almofadões pois quando não está em uso, passa a ser um divã. Sob a escadinha que leva para a sala guardei as caixas de enfeites de Natal e usei como divisória um tecido com desenhos de sol, luas, estrelas. Na parede que fica a escada, eu imaginei um espelho mas como não tinha, usei uns quadros de signos (encontrados nas caixas), um de todos os signos, outro meu signo de Gêmeos e tambem o meu ascendente, Escorpião. Na prateleira (adquirida pelo meu pai em P.Prudente) estão os meus álbuns de foto (impossível descartá-los), o som, e todos os CDs. separados devidamente, para serem encontrados sem precisar da ajuda de São Longuinho...
O Willi, meu gatinho, aprovou o meu Cantinho...
Neste mesmo lado à esquerda tem uma porta que sai para o quintal, onde na entrada tem a Fonte dos Duendes...


Duendes e Fadas! Será que existem? Acreditar no invisível é um desafio...
(fazer do porão um Cantinho de Luz, também é...)


Abraço de Luz!



4 comentários:

soraia disse...

Oi Carminha!
To impressionada em ver este porão de novo.Ao que me parece voce fez toda uma transformação mesmo.A ultima vez que me lembro de entrar nele eu ainda era pequena. Parabéns ficou muito bom, agora me impressionou bastante voce falar da dona Quitéria, ela é aquela que morava na viela, né? me lembro de ouvir falar que ela tinha ido morar fora.Quando puder coloque umas fotos da vó, se possivel.
obrigado.
Parabéns pelo seu novo cantinho!!!

Carmen AMARal disse...

É mesmo Soraia,você, Cássia, Soraia, Solange e Vania adoravam ficar nesse pedaçinho da casa, porque alí era o "nosso pedaço", com musicas, risos, brincadeiras e "segredos".
Dna.Quitéria! Nunca mais voltou para o Brasil, a Vó também não...rsrs
mas o baú está velho, útil e bonito!
Enfim, "tudo pode ser, só basta acreditar..."
Mas, venha rever o Cantinho e matar a saudade....
ABRAÇO DE LUZ! PRIMA!

Juli disse...

Oi Carminha... que lindo que ficou o seu cantinho encantado.. ameiii, tenho certeza que nesse lugar reina a paz, o amor, carinho, com muitos amiguinhos duendes e fadinhas... "eu amo o invisível e acredito em todos eles..."
Ficou muitooo aconchegante, aliás esse espaço retrata muitoo vc!!!! Muito fofo... aliás me sinto sempre muito bem nos seus cantinhos... uma paz invade a nossa alma. Ameiii.:o)
- Minha vó tinha uma penteadeira igual a sua... eu acho muito charmosa... parece de princesa! Hoje esta penteadeira está com minha tia. Mas qdo eu era pequenina eu amava ir na casa da minha vovó, e ficar me penteando com as escovas de cabelo dela, me olhando no espelho.. eu amava!!! rs
Beijosss no coração com carinho, da sua amiga JULI =^.^=

Carmen AMARal disse...

Ah!Esta penteadeira também era a minha preferida no quarto dos meus pais. Quantas vezes sentei-me frente ao espelho, tentando ficar com cara de princesa para atrair aquele menino que morava no prédio ao lado...
Legal que tenha gostado, e que goste dos "meus cantinhos de casa". Na verdade tudo pra mim, seja quadro, móveis, almofada, sei lá, tem que ter um significado...
acho que é porisso que as coisas simples se tornam especiais...
ABRAÇO DE LUZ! JULI!